Edição 47 - Edição Online


Durante a gestação da mulher todo o seu organismo passa por modificações físicas e psicológicas intensas. Essa nova fase requer da gestante esforço de adaptação para conseguir melhores: condições para uma gravidez tranquila e sadia. A hidroginástica pode ser um grande aliado na busca desses objetivos. 
 
O fato é que o meio líquido é um magnífico relaxante e cria condições favoráveis tanto no que diz respeito à postura quanto ao descanso muscular e mental da gestante. Dos diferentes programas oferecidos por academias, hospitais, clínicas e instituições, a hidroginástica coloca-se como mais uma alternativa. 
 
Além das visitas periódicas ao seu médico e uma dieta alimentar adequada às suas necessidades energéticas, a atividade física poderá ajudá-la não só durante a gestação como no parlo e pós-parto. 
 
 
Efeitos Terapêuticos do exercício aquático nas gestantes 
 
Quanto à dor e ao edema – a água aquecida reduz a sensibilidade das terminações nervosas sensitivas, proporcionando a diminuição da dor e pela ação da pressão hidrostática a diminuição do edema. 
 
Quanto à musculatura – a partir do aquecimento muscular ocorre a diminuição do tônus muscular favorecendo o relaxamento e a diminuição ele espasmos, além do alongamento, fortalecimento e aumento da resistência muscular. 
 
Quanto à articulação – facilita a mobilidade e a manutenção da amplitude articular com menor esforço. 
 
Quanto ao equilíbrio e esquema corporal – utilizando-se as propriedades físicas da água, trabalha-se o desenvolvimento do equilíbrio, a recuperação e conscientização corporal. 
 
Quanto à reeducação da marcha – a relação entre a profundidade e descarga de peso corporal favorece a etapa ele suporte de peso na reeducação da marcha (alterada pela modificação pélvica). Quanto mais profunda a água, menor a descarga do peso corporal sobre os membros inferiores. 
 
 
Benefícios da hidroginástica 
 
Os efeitos terapêuticos listados acima podem ser traduzidos em inúmeros benefícios para as gestantes, principalmente nos seguintes aspectos: 
 
O cansaço físico é minimizado, promovendo o relaxamento, uma vez que o peso corporal é atenuado, ajudando na execução dos movimentos. 
 
A água fornece suporte para a coluna vertebral modificada pelo desequilíbrio postural gerado pelo crescimento da barriga.
 
A melhora da circulação sanguínea diminui muito o risco de varizes.
 
O controle respiratório beneficia tanto a gestante como o feto.
 
O fortalecimento da musculatura abdominal facilita a acomodação do feto, reduzindo a sobrecarga na coluna vertebral (região lombar).
 
Dores nas costas, ganho excessivo de peso, retenção de líquido são atenuados.
 
Com a temperatura da água ligeiramente aquecida, a tensão corporal é atenuada: em consequência aumentam a flexibilidade e a amplitude dos movimentos. 
 
Contudo, antes de iniciar um programa de hidroginástica, certifique-se de suas condições físicas e coloque seu médico a par. A quantidade de exercícios a serem feitos e o tempo de permanência na água dependendo de seu condicionamento físico prévio. 
 
O ideal é que a gestante inicie um trabalho de forma gradual, exercitando-se diariamente, ou ao menos 3 vezes por semana, sempre respeitando seus limites individuais e nunca chegando a exaustão.
 
 
Prof. Cláudia Melen* e Prof. Patrícia Schil**

COMPARTILHE:

Copyright © 2018 GENCO® | Todos Direitos Reservados

www.genco.com.br | www.gencopet.com.br | www.aquatrat.ind.br